30 Métricas de Marketing para tomada de decisão estratégica

Por

·

·

·

5 min. de leitura

As métricas de marketing direcionam o time a tomar decisões mais estratégicas. Saiba mais!

30 Métricas de Marketing para tomada de decisão estratégica

As métricas de marketing são os dados que mostram como as ações dessa área impactam nos negócios.

Além disso, trazem uma visão estratégica de quais ações estão dando mais certo e quais precisam de ajustes ou serem pausadas.

Você sabia que as empresas que não acompanham dados relevantes tem mais chances de criar retrabalhos, desorganização, gastos desnecessários, desmotivação e até mesmo falir?

Isso porque os dados, quando analisados de forma inteligente, nos mostram o cenário da empresa de forma histórica, atual e futuro.

Entenda quais são as principais métricas de marketing e ainda tenha acesso a métricas por canal.

Métricas de Marketing que são essenciais

Existem algumas métricas que independente da ação que estiver fazendo, terá que avaliar, pois elas trazem uma visão do marketing como um todo.

Essas métricas identificam o resultado geral de marketing e podem ser o norte para uma visão analítica estratégica.

Veja quais são essas métricas de marketing:

ROI ou ROAS

O ROI é o retorno sobre o investimento, ou seja, é o quantas vezes você ganha (ou perde) em relação ao quanto você gasta.

Essa é a métrica mais importante a ser analisada dentro de qualquer empresa, já que é o dado que informa se a sua empresa gasta mais do que vende.

É o dado que identifica se a sua empresa está tendo chances de lucrar com a operação existente.

A fórmula para calcular o ROI é bem simples:

ROI = Receita – Custo / Custo 

O ROI pode considerar todos os gastos da empresa (custos) e todas as receitas advindas.

Como o departamento de marketing muitas vezes não têm acesso a todas as informações da empresa, criou-se o ROAS.

O ROAS é o Retorno sobre o Investimento em Anúncios (Return On Ad Spend). Dessa forma, o cálculo considera apenas os gastos de marketing e a receita advinda de marketing e não da empresa como um todo.

O cálculo é bem simples:

ROAS = Receita – Custo / Custo

Taxa de Conversão

Você sabe quantos visitantes do seu site são convertidos em vendas? É isso que a taxa de conversão te ajuda a descobrir.

A taxa de conversão é a base do funil de vendas de uma empresa, pois calcula a conversão de uma etapa para outra.

Cada funil pode ter fases diferentes, mas o conceito é o mesmo: no topo do funil sempre será um contato menos qualificado, até a base do funil que contém contatos muito qualificados.

O funil de vendas comum contém as seguintes etapas:

  • Visitantes
  • Leads Qualificados
  • Oportunidades
  • Vendas

Para descobrir qual a taxa de conversão de uma etapa para outra basta utilizar a regra de 3, considerando que X é a taxa de conversão.

Exemplo:

  • Visitantes: 1.000
  • Leads Qualificados: 100
  • Oportunidades: 40
  • Vendas: 10

A taxa de conversão de visitantes para leads é de 10%.

Receita

A receita é o quanto a empresa fatura, ou seja, o quanto a empresa vende em moeda.

Vale lembrar que a receita é o valor bruto que antecede aos gastos, dessa forma não é o lucro, mas é uma visão do faturamento.

É uma métrica muito importante para o time de vendas,que geralmente têm metas baseada em receita.

Esse dado ajuda a entender se as metas em relação ao faturamento estão sendo alcançadas e deve ser analisada no mínimo todas as semanas.

Para calcular, basta fazer a soma de todas as vendas realizadas pela sua empresa.

Ticket Médio

O ticket médio é o valor médio gasto por cada venda realizada pelos seus clientes.

Para calcular o ticket médio você só precisa saber a quantidade de vendas e o valor total de vendas.

A fórmula é bem simples: Valor Total de Vendas / Quantidade de Vendas realizadas

Exemplo: 

  • Faturamento: R$300.000,00
  • Quantidade de Vendas: 25
  • Ticket Médio: R$12.000

Caso você tenha produtos ou serviços diferentes, vale calcular o ticket médio total e o ticket médio por produto ou serviço.

CPL (Custo por Lead)

Sabe o quanto custa cada lead que o time de marketing gera é a base do quanto cada ação está custando para gerar contatos.

O custo por lead pode ser calculado relacionando o total de investimento versus a quantidade de leads gerados.

Vale tanto para a soma total de gastos versus a quantidade de leads, mas também pode ser calculado por cada ação, campanha ou fonte de origem.

CAC (Custo de Aquisição de Cliente)

Diferente do CPL, o Custo de Aquisição de cliente calcula o quanto foi gasto para adquirir um cliente e não somente um lead.

As empresas calculam de diversas formas, já que cada empresa possui um modelo de negócios.

No caso de empresas que possuem uma venda mais consultiva, envolvendo o time comercial, o ideal é somar os gastos totais de vendas e marketing naquele período e dividir pela quantidade total de clientes no período.

Já em empresas que os clientes não precisam passar pelo time comercial, o cálculo pode ser baseado apenas nos custos de marketing dividido pelo número de clientes conquistados através daqueles esforços.

Fontes de Tráfego

As fontes de tráfego são os canais que estão gerando visitantes, leads, oportunidades e vendas.

Essa métrica de marketing irá te ajudar a entender qual canal gera mais resultado e quais canais precisam receber menos esforços ou ajustes.

Os canais mais conhecidos são: orgânico, social, social pago, pesquisa paga, referência, direto, indicação, telefone, WhatsApp, mídia programática, e-mail e eventos.

Entenda quais canais geram mais resultados, qual a representatividade e também entenda o objetivo de cada um na etapa do funil.

Alguns canais são mais geradores de visitantes no seu site, enquanto outros são conversores de vendas.

LTV (Lifetime Value)

O Lifetime Value calcula o quanto um cliente gasta dentro da sua empresa durante o tempo como cliente.

Essa métrica ajuda a entender se o custo de aquisição de cliente (CAC) é mais alto do que a receita gerada por aquele cliente durante todo o ciclo de vida como cliente.

Para calcular o Lifetime Value use a seguinte fórmula:

LTV = Ticket médio x quantidade de vendas x tempo de retenção

Exemplo:

  • Ticket médio: R$500
  • Quantidade de vendas realizadas: 1x ao ano (3)
  • Tempo de retenção: 3 anos
  • LTV = 500 x 3 x 3 = R$7.500

Além disso, cada canal possui métricas de marketing específicas que podem ser acompanhadas de forma complementar e detalhada.

Acompanhe algumas métricas importantes por canal:

Métricas de E-mails

  • Taxa de entrega
  • Abertura de e-mails
  • Taxa de Cliques
  • Tempo de Leitura
  • Bounce Rate

Métricas de Site ou Landing Pages

  • Quantidade de Acessos
  • Taxa de Cliques
  • Usuários Novos
  • Usuários recorrentes
  • Páginas mais acessadas
  • Taxa de rejeição
  • Conversão por página

Métricas de Redes Sociais

  • Alcance
  • Número de seguidores
  • Curtidas
  • Comentários
  • Compartilhamentos
  • Taxa de engajamento
  • Taxa de respostas

Métricas de Anúncios

  • Impressões
  • Taxa de Cliques
  • CPM
  • CPC
  • Frequência

Por fim, mais do que apenas acompanhar as métricas de marketing, você precisa entender o dado e usá-lo de forma estratégica.

O dado por si só não é relevante, mas quando analisado de forma a entender se os objetivos e metas da empresa estão sendo alcançados tem grande valia.

Além disso, os dados ajudam a entender tendências e comportamentos futuros que podem impulsionar o seu negócio.

Utilize as métricas de marketing para direcionar todas as ações e tomar decisões mais inteligentes.

Ficou interessado pelo nosso conteúdo? Então, se cadastre em nossa newsletter para não perder nenhuma novidade.

O conteúdo oferecido faz parte da CosmoBots. Para sabersword mais sobre nós, acesse https://cosmobots.io/.

Siga a gente nas redes sociais: Instagram, LinkedIn, Facebook e Twitter

Confira nossos e-books

Não perca nenhuma novidade do Blog da CosmoBots!

Veja também
Menu