8 novas tecnologias para o mercado imobiliário: é hora de inovar!

Por

·

5 min. de leitura

As novas tecnologias para o mercado imobiliário estão acelerando os processos de comercialização e não param de evoluir. É preciso ficar atento às mudanças que estão acontecendo no mundo e no Brasil.

As vantagens da tecnologia no setor imobiliário: Pessoas usando óculos de realidade aumentada para fazer um tour visual por um imóvel

Tão famoso por suas burocracias e demora nos processos, o mercado imobiliário vem passando por uma transformação digital em diversas etapas da compra, venda ou aluguel de um imóvel. 

Grande parte do avanço tecnológico se deu após a crise de grande baixa no setor em 2008 nos Estados Unidos, mas que perdura até hoje. Isso ocasionou uma alta demanda de imóveis em estoque e obrigou imobiliárias, construtoras e corretores a buscarem alternativas para fomentar o mercado, atrair e convencer os consumidores a voltar a investir e adquirir imóveis.

Outro grande fator que influenciou a virada de chave dos métodos tradicionais de vendas aos mais tecnológicos, foi a mudança no comportamento do consumidor durante a transformação digital

Hoje, todos os processos da negociação de um imóvel e tecnologias para o mercado imobiliário devem se adaptar aos consumidores cada vez mais exigentes, com acesso à informação na palma da mão, que buscam rapidez e facilidade nas compras, além de achar essencial ter uma experiência positiva com qualquer tipo de contato que tenham com as empresas.

Por isso, fizemos uma lista com as tecnologias que estão reinventando o mercado imobiliário e que vão ajudar empresas e pessoas que querem transformar a forma de negociar imóveis. Vamos lá!

1. Portais Imobiliários

Se antes era preciso recorrer a um jornal ou procurar um corretor que tivesse imóveis à venda, hoje com apenas um celular ou computador é possível conhecer com profundidade diversos imóveis em um portal imobiliário ou marketplace (como muitos chamam).

Os portais são plataformas que intermediam a venda e compra entre consumidores interessados e vendedores com estoque de imóveis. Uma das grandes vantagens desses portais é o tráfego constante e em elevada quantidade, o que gera a capacidade de alcançar mais pessoas.

Também é possível contar com espaço para fotos, vídeos, planta, tour virtual e Inteligência Artificial, que auxilia na hora de precificar os imóveis e captar possíveis interessados. Ou seja, o comprador tem acesso a todas as informações que ele precisa em um único lugar.

2. Assinatura Digital & Contrato Online

Você já precisou imprimir um documento às 22 horas e lembrou que não tem impressora em casa? Isso vale para qualquer situação e não é diferente na compra ou locação de um imóvel. Vale lembrar também da pandemia causada pelo Coronavírus, onde as negociações passaram a ser virtuais, sem a possibilidade de ida até o escritório para assinar os contratos, essa solução salvou muitas empresas.

Nessas horas, as plataformas de assinatura digital com validade legal fazem toda a diferença. Hoje, já é possível fazer toda a parte burocrática do sofá da sua casa sem muito esforço.

Já imaginou o quanto se tem de economia com papel, tinta, água, energia elétrica, transporte até o local e outros gastos necessários para imprimir, assinar e acomodar as pessoas envolvidas na negociação? Essa é uma das vantagens da tecnologia no setor imobiliário.

3. Geolocalização

Essa ferramenta excelente existe há um bom tempo, mas tem sido utilizada como tecnologia no mercado imobiliário há apenas alguns anos.

A localização é uma das características que mais influenciam na decisão de compra de um imóvel e saber usar desse atributo para impulsionar a venda é essencial.

Com a geolocalização, através de um computador ou smartphone, é possível captar dados dos possíveis compradores como estrutura familiar, hábitos de consumo, atividades, lazer, trabalho e com as informações captadas direcionar comunicações dentro dos aplicativos de GPS, como o Maps ou Waze.

Assim, o possível comprador pode ver um imóvel no mapa e também ter acesso aos comércios e características daquela região, fatores esses que também têm grande influência na escolha de um imóvel.

4. Realidade Virtual e Aumentada

Como levar o possível comprador em um imóvel que ainda não foi construído? Como mostrar os detalhes impressionantes daquela propriedade? Como conseguir entregar a experiência de um ambiente que ainda não está pronto? 

Antigamente, o melhor jeito para isso seria mostrar uma maquete ou até mesmo um álbum com fotos ilustrativas de como seria o empreendimento, mas hoje isso tudo está ficando para trás.

Com a realidade virtual e aumentada, já é possível ter uma experiência parecida com uma visita física. Através de óculos adaptados para a tecnologia ou aplicativos, o consumidor consegue analisar características do imóvel, como cores, profundidades, disponibilidade dos cômodos, a decoração e outros elementos. E isso não se limita ao ambiente interno do imóvel, também é possível fazer um “passeio” completo nos arredores da propriedade.

Essa experiência imersiva favorece a negociação, pois torna tudo mais palpável. Afinal, o cliente teve acesso às informações importantes para fechar negócio.

5. Impressoras 3D

Quem diria que uma impressora 3D seria capaz de levantar uma casa inteira de 60m² em 24 horas? Parece fake news, não é mesmo? Mas não é! 

O projeto da ONG New Story com a startup ICON, que tem por objetivo construir casas populares para países de baixa renda, conseguiu atingir esse marco histórico para o setor em 2018 e mostrou como a tecnologia para o mercado imobiliário pode fazer a diferença na vida de muitas pessoas.

Já para a construção civil, apesar do preço ainda não ser tão acessível, nunca se viu tanta agilidade na construção de imóveis, o que torna o custo benefício da solução elevado.

6. QR Code

Estamos falando bastante de tecnologias para um universo digital, mas muitas vezes o processo de compra começa no ambiente físico. O QR Code é um código de barras que pode ser inserido em qualquer que seja o objeto e pode ser facilmente escaneado e convertido em site, texto, número de telefone, e-mail, SMS, uma localização georreferenciada.

Em um exemplo prático, o consumidor passa pelo local, observa uma placa com poucas informações e se interessa pelo imóvel, mas não consegue parar naquele momento para pedir mais informações.

Como forma de ajudá-lo a analisar mais detalhes quando tiver mais tempo para isso, o QRCode fixado na placa, por exemplo, é uma solução rápida e eficaz que pode levar o possível comprador para um site com todas as informações necessárias que ele precisa para enfim definir se aquele imóvel faz sentido para ele ou não e até mesmo o contato do corretor para agendar uma visita ou negociar.

7. Atendimento via WhatsApp

De acordo com o Panorama Mobile Time de agosto de 2020, 78% das pessoas utilizam o WhatsApp para tirar dúvidas e pedir informações de empresas e 60% disseram que utilizam o WhatsApp para comprar produtos e serviços.

Em 2020, durante a pandemia causada pelo Coronavírus, as conversas entre usuários e empresas cresceu 500% no WhatsApp. A redução da equipe de atendimento, a demora no atendimento telefônico e o acesso a um aplicativo de fácil utilização foram uns dos fatores que influenciaram neste aumento.

Hoje, o WhatsApp é uma ferramenta essencial e deve fazer parte dos canais de atendimento das empresas. Com ele, os consumidores têm fácil acesso aos corretores, conseguem ter um atendimento personalizado e com a agilidade nas respostas. Por outro lado, as empresas utilizam uma ferramenta gratuita e fácil de ser manuseada.

8. Chatbot com Inteligência Artificial

Vamos imaginar que às 3 horas da manhã uma pessoa está navegando em um portal e encontra o imóvel perfeito, mas ainda tem algumas dúvidas. Ela imediatamente envia uma mensagem para o corretor e automaticamente recebe mensagens esclarecendo as suas dúvidas sem interferência humana. Parece um sonho, não é mesmo? Mas não é! Os chatbots existem e podem auxiliar a qualquer momento do dia.

Responder dúvidas, qualificar leads, realizar o primeiro contato, enviar uma notificação para o corretor, atender 24 horas e oferecer o imóvel que mais combina com o consumidor são algumas das vantagens do uso do chatbot aliado à Inteligência Artificial como tecnologia para o mercado imobiliário.

Hoje, plataformas de chatbots de baixo custo já podem auxiliar empresas de todos os segmentos e/ou portes a reduzir custos com atendimento, além de oferecer uma experiência inteligente ao consumidor.

Já deu para perceber que esse novo modelo de comercialização de imóveis já conta com serviços específicos e sintonizados que agregam valor principalmente a um modelo de consumo digital, certo? O mais interessante é que as tecnologias para o mercado imobiliário são vantajosas tanto para os consumidores quanto para as empresas. É hora de inovar!

Ficou interessado pelo nosso conteúdo? Assista nosso Webinar “Tecnologias que estão reinventando o mercado imobiliário” e esteja por dentro das novidades tecnológicas desse setor.

O conteúdo oferecido faz parte da CosmoBots

Para saber mais sobre nós, acesse https://cosmobots.io/

Siga a gente nas redes sociais: Instagram, LinkedIn e Facebook

Veja também
Menu