IoT (Internet das Coisas): conceito, vantagens e tendências

Por

·

·

·

4 min. de leitura

A IoT permite adotar uma abordagem centrada nas pessoas e nos negócios, por isso tem feito sucesso nas áreas de inovação. Continue a leitura e saiba mais!

IoT (Internet das Coisas) conceito, vantagens e tendências

IoT (Internet of Things) é a combinação de várias tecnologias existentes através da internet.

A Internet das Coisas é considerada por muitos anos a 4ª Revolução Industrial, mas ao contrário das 3 primeiras, não é uma nova tecnologia.

É uma nova maneira de combinar tecnologias de forma inteligente e a expectativa é que todas as empresas se tornarão empresas de IoT.

O mercado de Internet das Coisas está em crescente desenvolvimento e espera-se um faturamento de US$1,2 bilhões até 2022, segundo a Gartner Inc.

Além disso, a expectativa até 2025 é de 4 a 11 trilhões de dólares adicionais na economia global com IoT.

O que é IoT ou Internet das Coisas?

A Internet das Coisas é composta por uma rede de produtos autônomos (sensores) desenvolvidos com o objetivo específico, que combina hardware e software, mede sinais reais, conecta-se à internet, transfere dados para um local e fornece valor ao cliente.

Podemos definir a IoT como o coração da digitalização, entretanto, o coração da IoT é a conectividade.

Apesar de parecer que a IoT faz parte do mundo digital, também estão aplicando essa lógica no mundo físico.

Objetivos e locais podem ser equipados com minicomputadores para que eles se tornem inteligentes a ponto de gerar informações sobre seu ambiente.

Além disso, podem se conectar à internet e se comunicar com outros objetos inteligentes.

A Transformação Digital e a Internet das Coisas

Não tem como falar de IoT e não falar sobre a transformação digital que essa tecnologia traz.

Nos próximos anos todos os negócios vão ser altamente dependentes ou centrados em IoT.

A transformação acontecerá com uma mudança radical, a inversão nos modelos de negócios das empresas.

Mas somente farão essa transição as empresas que implementarem uma cultura de inovação e aplicarem tecnologia para conhecer e atender as necessidades dos clientes.

Além disso, existem 3 dimensões que precisam ser muito bem definidas:

Organização

As empresas estão avançando, mas ainda estão lutando com os recursos tradicionais e falta de alinhamento.

Estão presas oferecendo uma experiência digital mediana com uma compreensão limitada.

Por isso, precisam se organizar em relação às transformações que vêm acontecendo.

Processo Operacional

A Transformação Digital significa mais necessidade de gerenciamento e de proteção de dados. O físico agora é digital.

Também é preciso verificar a realidade sobre quão bem equipada a organização está em relação a hardware e software.

Além disso, a transformação só será possível se a infraestrutura oferecer suporte aos novos processos de trabalho.

Tecnologia

A transformação também significa investimentos em tecnologias digitais, hardwares de armazenamento, implantação de softwares e contratação de novos talentos digitais.

Algumas tecnologias relacionadas são: Inteligência Artificial, Cloud, Edge, Machine Learning, Blockchain, Analytics, Computação Quântica, RPA.

Vantagens da IoT

Existem diversas vantagens relacionadas a IoT e vamos dividir em 2 grupos: empresas e pessoas.

Empresas

Redução de erros

As máquinas erram, mas os humanos erram mais. Isso porque as máquinas não esquecem o que aprenderam.

Por isso, a IoT ajuda na redução de erros em processos, ações e decisões.

Maior qualidade nas entregas

Um trabalho manual não é exatamente igual em todos os sentidos, mas através de máquinas e automações, é possível garantir produtos e serviços semelhantes.

A qualidade dos produtos e serviços se tornam cada vez mais alta, já que a inteligência das máquinas não se comparam com humanos em alguns sentidos.

Maior produtividade

Uma máquina consegue trabalhar 24 horas por dia nos 7 dias da semana, mas uma pessoa não.

Dessa forma, há um aumento na produtividade dentro das empresas através da Internet das Coisas.

Menos paradas

Pessoas precisam de descanso, mas as máquinas não. Além disso, através das tecnologias existentes, é possível prever quando a máquina precisará parar ou de uma manutenção.

Pessoas

Melhora a experiência

Toda a facilidade e conforto que a Internet das Coisas proporciona faz com que diversas experiências do dia a dia sejam incríveis.

Um lembrete de um alimento que acabou na geladeira, o aviso sobre o aniversário de alguém, acender as lâmpadas ou o ar condicionado sem levantar do sofá. 

Tudo isso colabora para que a Internet das Coisas seja cada vez mais utilizada.

Menos carga física e mental

Antes de existirem as tecnologias, eram as pessoas que realizavam todo o trabalho braçal.

Mas graças ao avanço tecnológico e a IoT, as máquinas conseguem desenvolver quase todos os tipos de trabalho.

Novos cargos com IoT

Cargos novos estão surgindo com a Internet das Coisas, cargos que nunca imaginamos.

Você já ouviu falar no Antropólogo digital? Esta é uma das funções criadas após o IoT.

Veja um estudo da World Economic Forum sobre o Futuro do Trabalho:

Pesquisa sobre cargos que estão em ascensão e declínio.
Pesquisa sobre cargos que estão em ascensão e declínio. Fonte: World Economic Forum.

Além de todas essas vantagens também há a redução de custos para ambos os lados.

Até 2022, a IoT economizará US$1 trilhão por ano dos consumidores e dos negócios em manutenção, serviços e bens de consumo.

Tendências da IoT e a Transformação Digital

IoB (Internet of Behaviours ou Internet dos Comportamentos)

Combina tecnologias existentes concentradas no indivíduo. Por exemplo, reconhecimento facial e rastreamento de localização, que através de big data conectam os dados resultantes a eventos comportamentais associados.

A previsão, segundo Gartner, é que até o final de 2025 mais de 50% da população estará sujeita a algum programa de IoB seja comercial ou governamental.

Nuvem distribuída

É a distribuição de serviços de nuvem pública para diferentes locais físicos, enquanto a operação, governança e evolução dos serviços permanece de responsabilidade do provedor de nuvem pública.

Anywhere Operations (Operações em qualquer lugar)

Modelo operacional projetado para dar suporte aos clientes em todos os lugares, permitir que os funcionários atuem em todos os lugares e que o gerenciamento da implantação de serviços de negócios em infraestrutura sejam distribuídos.

Hyper Automation (Hiper Autonomia)

A Hiper Autonomia orientada para negócios pode ser usada por organizações que usam para identificar, vetar e automatizar rapidamente o maior número possível de processos de negócios de TI aprovados. É inevitável e irreversível.

Seja como for, sempre haverá mudanças e a tecnologia pode ser uma aliada para que as mudanças sejam positivas.

Ficou interessado pelo nosso conteúdo? Então, se cadastre em nossa newsletter para não perder nenhuma novidade.

O conteúdo oferecido faz parte da CosmoBots. Para saber mais sobre nós, acesse https://cosmobots.io/.

Siga a gente nas redes sociais: Instagram, LinkedIn e Facebook

Confira nossos e-books

Não perca nenhuma novidade do Blog da CosmoBots!

Veja também
Menu