Marketing Flywheel: o que é e como aplicar na sua empresa

Por

·

·

·

3 min. de leitura

As empresas têm desenvolvido estratégias voltadas para compreender o consumidor e sua jornada dentro de um funil de vendas, como é o caso das ações de marketing e, mais especificamente, o Marketing Flywheel.

O mercado de vendas está cada vez mais acirrado e, por isso, as empresas têm desenvolvido estratégias voltadas para compreender o consumidor e sua jornada dentro de um funil de vendas, como é o caso das ações de marketing e, mais especificamente, o Marketing Flywheel.

Para esse tipo de ação, o Inbound Marketing tem um papel importante. Porém, os processos relacionados ao marketing estão em constante evolução, sendo necessário pensar também em qual experiência o cliente tem em relação à marca. 

Com isso, o marketing flywheel tem se tornado uma tendência. Ainda não sabe como esse tipo de marketing funciona? Não se preocupe que vamos lhe ajudar. 

Marketing flywheel x funil de vendas: o que você precisa saber?

Para compreender o que é o marketing flywheel, primeiramente, precisaremos falar sobre o funil de vendas, que envolve o processo de Inbound Marketing.

Nesse processo, existe a intenção de compreender qual é a jornada de consumo do cliente, que pode ter início com um acesso ao site da empresa e contato com as redes sociais.

Após isso, a empresa tem a intenção de converter essas pessoas em leads, ou seja, fazer com que elas se tornem potenciais clientes.

Existe também o processo de nutrição desses leads por meio do Marketing de Conteúdo, que utiliza diversas técnicas de produção de materiais que captem a atenção desse cliente em potencial, fazendo com que ele se interesse pelo seu negócio e o conheça melhor.

Além disso, por meio do Marketing de Conteúdo é possível conseguir mais visibilidade para a empresa, criando conteúdos mais direcionados para o seu público-alvo. 

Após esse processo e com as reais oportunidades de vendas, a empresa pode entrar em contato com o cliente para realizar uma prospecção mais direta de seu produto ou serviço.

Mas, afinal, em que momento entra o  Marketing flywheel? basicamente, essa ação é colocada em prática quando se torna necessário manter uma constância no contato com o cliente. 

Nesse sentido, a empresa não deve pensar somente em processos de captação de clientes e vendas, mas também em completar essa experiência com a marca, mantendo uma consistência no seu processo de interação, sanando dúvidas e estando mais próxima dos leads.

Esse conceito não torna inválido o funil de vendas, nem a necessidade de captar e engajar os clientes, mas torna-se fundamental a partir do momento em que é necessário manter essa atração constante e focar-se na experiência do cliente com relação a um produto ou serviço da empresa. 

Quais as vantagens desse tipo de marketing em sua empresa?

Como você deve saber, ao longo dos anos foram desenvolvidas diversas técnicas de Marketing, que sofreram alterações pensando no cliente e nos novos comportamentos de compra. 

Assim, adotar o  Marketing flywheel é uma técnica fundamental para aqueles que desejam humanizar a marca e faz com que o cliente tenha um processo de relacionamento contínuo. 

Obter uma fidelização dos clientes é um grande desafio para as empresas e, por isso, essa técnica surge como uma ótima opção para o seu negócio. 

Se anteriormente o processo de venda era visto como um ponto final, ou seja, uma finalização do contato da empresa com o cliente, nesse tipo de marketing essa ação continua, pois a ideia é fazê-lo retornar a consumir com a empresa. 

Inclusive, isso traz vantagens como:

  • Maiores chances de fidelizar os clientes;
  • Melhora a visibilidade da marca;
  • Cria um aspecto de interação e confiança com os consumidores;
  • Fortalece um aspecto de humanização da marca.

Mas, como é possível realizar esse tipo de serviço, diante das vantagens que ele oferece para sua empresa?

Como fazer o marketing flywheel em sua empresa?

Já deu para perceber que este é um processo contínuo de contato com o cliente, ou seja, é necessário manter o relacionamento com o usuário para motivá-lo para uma próxima compra, independentemente de quais canais isso é feito.

Nesse contexto, as redes sociais podem ser boas estratégias de manter esse contato e relacionamento, assim como para a venda de novos produtos, já que é possível acompanhar o cotidiano.

Alguns exemplos de aplicação são cruciais, mas é preciso compreender que o uso pode variar desde o uso do Twitter Ads, bem como Instagram e Facebook, conforme o público-alvo se comporta. 

Os anúncios por meio do Google Ads nas redes sociais é importante porque consegue alcançar uma elevada visibilidade do seu público, fazendo com que ele tenha um contato direto com a marca e os conteúdos publicados. Com isso, novas campanhas podem ser criadas com o objetivo de promover novas vendas. 

Além das redes sociais, é possível automatizar alguns processos e contato com o cliente por meio de chatbots (programa eletrônico que simula ser uma pessoa e consegue interagir com o cliente).

Do mesmo modo, é possível disponibilizar o “self-service”, que dá possibilidade do cliente preencher formulários ou demonstrar interesses por determinado produto em detrimento de outro e facilitar as futuras interações, de forma mais direta, otimizada e frequente.

Este conteúdo foi produzido pela equipe da Ideal Marketing

Confira nossos e-books

Não perca nenhuma novidade do Blog da CosmoBots!

Veja também
Menu