O que é Planejamento Estratégico?

Por

·

·

·

6 min. de leitura

Alinhar o propósito da empresa com as ações necessárias para crescer é um dos objetivos do Planejamento Estratégico.

O que é Planejamento Estratégico_

No Brasil, a cada 10 organizações abertas, 6 fecham as portas antes de completar cinco anos de existência, pela falta de Planejamento Estratégico.

Pois bem, já imaginou o quão importante essa ferramenta pode ser para a sua empresa?

O Planejamento Estratégico auxilia empresas a entender qual o cenário atual, em qual cenário a empresa deseja estar no futuro e como fazer para chegar lá.

Por isso, é tão importante para empresas que desejam crescer de forma segura e inteligente.

O que é o Planejamento Estratégico?

O Planejamento Estratégico é um documento estruturado com um conjunto de informações importantes para entender o cenário atual da empresa, com projeções de onde a empresa deseja chegar e quais são as ações necessárias para chegar naquele objetivo.

Dessa forma, planejamento vem da palavra “planejar” que significa “elaborar o plano”, “projetar” ou “programar”.

Já “estratégico” vem da palavra “estratégia” que pode ser entendida como “pensar em soluções inteligentes”.

Assim, o Planejamento Estratégico é um plano que deixa muito claro qual é a Missão, Visão e Valores da empresa com um cenário inteligente do futuro.

Por que fazer um plano inteligente para a sua empresa?

É muito complicado não saber em qual direção a sua empresa está indo, certo?

Por isso, o Planejamento estratégico mostra uma visão clara e objetiva do caminho a percorrer até alcançar o sucesso.

O plano criado traz os principais objetivos da empresa e a melhor forma de mensurá-los.

Assim, além de ter um cenário atual e futuro, ele terá todas as ferramentas necessárias para analisar o alcance dos objetivos.

Dessa forma, o plano contém todas as informações necessárias que irão direcionar os envolvidos na organização.

Os colaboradores também podem se tornar mais engajados já que sabem porquê estão ali e porquê fazem aquele trabalho.

Além disso, este plano estuda o mercado e o comportamento do consumidor, o que pode gerar vantagem competitiva para a sua empresa.

Quais são as etapas do processo de criação do Plano?

Para criar o seu plano inteligente é preciso seguir algumas etapas essenciais.

Dessa forma, esse passo a passo irá te ajudar a criar o caminho de forma mais estratégica.

As etapas são essas:

  1. Diagnóstico
  2. Identidade Organizacional e Propósito
  3. Metas e Indicadores
  4. Plano de Ação
  5. Controle e Gestão de Resultados

Seguir todas essas etapas irá te ajudar a criar um Planejamento Estratégico completo e que pode definir o sucesso da sua empresa.

Como fazer o Planejamento Estratégico e quais ferramentas utilizar?

Basta seguir as etapas descritas no item anterior. Vamos repassar cada uma delas:

1. Diagnóstico

Nessa etapa você precisa entender quais são os pontos fortes e fracos da sua empresa.

Os pontos fortes podem também definir o diferencial da sua empresa. Dessa forma, consegue mostrar valor para o seu cliente.

Além disso, também precisa analisar quais são as oportunidades existentes no mercado e as ameaças que podem influenciar nas suas ações.

A Análise SWOT é uma ótima ferramenta para te ajudar a pensar em todos esses pontos.

Framework da Análise SWOT

2. Identidade Organizacional e Propósito

Segundo Rony Meisler, fundador da empresa de vestuário Reserva, os times com fit cultural em suas lojas vendem 3x mais que as equipes que não são entrosadas.

Pois bem, o propósito da empresa pode engajar o time a tal ponto que se torna um legado.

Por isso, chegou a hora de definir a Missão, Visão e Valores da sua empresa focando no seu propósito.

Se a sua empresa já tem tudo definido, é uma ótima oportunidade de voltar neste ponto e ver se precisa ser mudado.

Para você que irá começar do zero, vamos explicar o que significa cada um deles:

  • Missão: é a razão pela qual a sua empresa existe.
  • Visão: é onde a sua empresa quer chegar, sua visão de futuro.
  • Valores: são os guias e princípios que regem o seu negócio;

Mas como descrever a Missão, Visão e Valores? Assim que definidos eles podem ser descritos em pequenas frases que resumem a sua identidade organizacional.

3. Metas e Indicadores

Está na hora de definir quais são as metas que a sua empresa deseja atingir naquele período e quais são os indicadores da sua jornada de sucesso.

Assim, as metas são objetivos chaves para o seu negócio e devem ser sempre mensuráveis.

Objetivos SMART

Uma boa forma de definir metas é utilizando o método SMART:

Specific (Específico)

A meta precisa ser clara e objetiva. Precisa conter qual a meta, os responsáveis, onde, quanto, quando e porquê ela está sendo criada.

Mas um erro muito comum é a definição de metas não específicas. Vamos a um exemplo claro: conquistar mais clientes.

Essa meta não explica nada, certo? Uma forma correta de definir essa meta seria: a equipe comercial precisa conquistar mais 10 clientes com ticket médio de R$3.000 no próximo trimestre.

Assim, já sabemos que a empresa precisa de mais clientes, certo? Este é o objetivo final.

Mas temos mais informações para saber como conseguir alcançar essa meta:

  • Quantos clientes a empresa precisa? 10. 
  • Qual o valor que será preciso vender? 10 x R$3.000 = R$30.000
  • A equipe que vai trabalhar naquela meta também foi mencionada: equipe comercial.
  • Em qual período? Durante o próximo trimestre.

 Dessa forma fica muito mais fácil de todos entenderem qual é a meta.

Mensurable (Mensurável)

Primeiramente, não basta apenas criar uma meta, é preciso que ela possa ser medida.

Seguindo o exemplo anterior, se a meta fosse apenas “conquistar mais clientes”, como saberíamos quantos clientes seriam o suficiente para alcançar a meta?

Por isso, pense sempre em uma meta que seja possível verificar se está sendo alcançada.

Agora vamos analisar a outra meta: “a equipe comercial precisa conquistar mais 10 clientes com ticket médio de R$3.000 no próximo trimestre.

Se, ao longo do 1º mês, a equipe comercial tiver trazido apenas 2 cliente, a meta está sendo alcançada?

Fica claro que não, pois a equipe precisaria trazer ao menos 3 ou 4 clientes. 

Mas dessa forma, mesmo que a meta não esteja sendo batida, a equipe consegue enxergar onde precisa melhorar e criar novas ações.

Deu para perceber a importância da meta ser mensurada?

Achievable (Alcançável)

Sonhar faz bem, mas sonhar alto demais pode gerar frustração. Por isso, criar metas alcançáveis pode mostrar maturidade.

Sabemos que toda empresa deseja crescer rapidamente e ter metas bem altas podem parecer estar mais próximas do sucesso.

Mas do que adiante criar metas se elas não podem ser alcançadas?

Voltando ao exemplo, digamos que nos últimos 2 trimestres a sua empresa só conseguiu fechar 4 vendas, ou seja, 2 por trimestre.

Neste trimestre você está exigindo uma meta 500% maior (10 clientes), sem perspectiva de aumentar o investimento em anúncios ou novas contratações.

Além disso, o mercado também mostra que haverá uma queda na procura por aquele serviço ou produto.

Quais são as reais chances da sua equipe comercial bater a meta? Quase 0. Isso pode gerar frustração para a empresa e a equipe. 

Portanto, sempre que for pensar em metas, analise o cenário passado, atual e futuro e estabeleça metas alcançáveis.

Relevant (Relevante)

Não pense em metas apenas por vaidade. Portanto, faça com que aquela meta tenha algum sentido para a sua empresa.

Todas as metas precisam gerar algum valor para o seu negócio.

Assim, conquistar mais clientes apenas por conquistar pode não gerar nenhum para a empresa.

Para saber o quanto a empresa precisa em reais para se sustentar, é preciso ter em mente:

  • A quantidade de clientes
  • O valor que eles precisam pagar
  • Por quanto tempo eles precisam se manter na empresa
  • Quanto vai custar a aquisição de cada cliente
  • Quais são os recursos necessários para conquistar os clientes

Portanto, todas essas informações irão te ajudar a entender quantos clientes, o ticket médio e qual será o impacto desse retorno no seu negócio.

Timely (Temporal)

Nunca se esqueça de definir um período para que aquela meta se concretize.

Então, defina um prazo adequado e mensure ao longo do tempo se essa meta está sendo alcançada.

Ter um prazo pode ajudar a criar outras pequenas metas a serem alcançadas para atingir o objetivo final.

Dessa forma, a equipe consegue se organizar e gerir melhor o seu tempo e, consequentemente, a empresa consegue ter uma visão da realização das ações.

4. Plano de Ação

Chegou a hora de pensar em como alinhar o propósito e as metas em um plano de ações.

O plano de ações do Planejamento Estratégico consiste em documentar todas as atividades que serão necessárias para atingir os objetivos da empresa.

Dessa forma, faça um cronograma de cada tarefa, recursos, ferramentas e pessoas envolvidas em cada ação.

Então, deixe documentado e bem claro o que cada um precisa fazer para alcançar os objetivos.

5. Controle e Gestão de Resultados

Por fim, com tudo elaborado pense em formas de tentar controlar e gerir como está o andamento de cada ação.

Framework para Gestão das Metas

Uma metodologia muito utilizada atualmente para gerir metas são os OKRs.

OKR do inglês Objectives and Key Results, pode ser traduzido com Objetivos e Resultados Chave.

Ele é um framework de gestão de metas simplificado que alinha os principais objetivos da empresa à mensuração eficiente.

Nessa metodologia, geralmente, as metas são definidas trimestralmente e tem um acompanhamento quinzenal ou mensal para análise da evolução.

Assim, com um acompanhamento frequente, essa metodologia nos ajuda a entender o que precisa ser melhorado em pouco tempo.

Ficou interessado pelo nosso conteúdo? Se cadastre em nossa newsletter para não perder nenhuma novidade.

O conteúdo oferecido faz parte do Blog da CosmoBots.

Siga a gente nas redes sociais: Instagram, LinkedIn e Facebook

Confira nossos e-books

Não perca nenhuma novidade do Blog da CosmoBots!

Veja também
Menu